Morada do Sol, RJ

tumblr_ol332jRPmv1ud8doio1_1280

“Quem é correto nunca fracassará e será lembrado para sempre”. (Salmos 112:6)

O amor é para sempre. A amizade, eterna e nosso bom Deus da perfeição fez nossa dundunzinha acordar de um sonho coloridinho pulando na cama já ordenando: Pai, pai, vocês fazem um catavento para mim?

Eu abri os olhos quase que bem devagar e me espreguicei performático levantando um sorriso de bom dia para princesa mais bonita da casa e num abraço respondi que desenharia todos os cataventos possíveis.

Aí abri a janela. Aquele verde. Acreditei na vida e pedi que dona Jaguatirica preparasse um chá que eu assaria os pãezinhos e olhei para o seu pai leonino sempre super lindo. Agradeci pelo axé e pelo bom gosto. Eu pedi um companheiro, amigos, professores, filha linda e uma família gostosa de se ter por perto. Duas quadras da Praça do Zumbi, duas ruas: Nasceu você. Sim, senhora.

Todos os lugares do mundo já tem alguém com coração bom. Sorria. Você não está sozinha.

Era uma vez 1997. Arturzinho usava uma sunga verde água Hugo Boss e um short Levi’s 501 cobrindo a peça desejo vintage de jogar, digamos, futebol. Adolescente nos anos 90 indo pra natação no Entrerriense. Speedo, prozac, em êxtase. E todas as tentativas de desaparecer num único mergulho.

O amor é eterno, lembre-se. Eu te amo sempre. Estamos juntos. Aceite as críticas. Cuide dos detalhes. Não julgue. Não tenha medo. Caiu, falhou, levante-se. Todo mundo tem seus abismos. Seu purgatório. Gente de muita fofoca, faz pouco o que gosta. Levante-se! Eu disse. Participe do seu espetáculo. E faça bem, faça melhor. Lute pela excelência mundana.

Afaste-se de gente – casa, farmácia, mercado; casa, farmácia, mercado, dor de cabeça. Desperte para quem você quer se tornar. A vida passa num clique e no final não há lugar melhor para você se doutrinar que a casa da gente. Acredite.

E o rei leão subiu o morro sem ofegar. Abriu um sorriso quando me viu e acelerou a bicicleta até bem depois da rua B na companhia de um toró de cataventos luminosos. Cruzou a Evaristo Francisco Machado num zigue zague debochado. Contou uma piada curta justificando o atraso. Nem trouxe o celular. Toda a rua que você passa é o caminho mais bonito do mundo. O lugar que você está agora já é lindo.

E papai e eu ainda plantamos chocolate quente pela estrada.

foto: Masculine Vanity

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s