The Naked Truth

tumblr_o25i1zzEmF1rz9gyvo1_1280

“Os homens são melhores quando são utensílios” (Luiza Costa Poeta)

Odeio você e o que você fez com meu peito. E quando falam seu nome, eu sorrio e as pernas ficam bambas e depois de todo aquele vinho vagabundo, eu me pergunto mexendo no celular por que ainda sei seu número de cabeça.

Eu ligo. Ensaio um texto. Você atende em menos de um minuto com um longo alô. Você me chama de Arturzinho como se cantasse. E eu respondo: Quem está falando? Você ri. Eu digo em seguida: Desculpa, liguei errado. E desligo.

Você retorna a ligação antes de eu tomar outro copo. O celular se ilumina. Meu rosto se ilumina. O mundo é luz.

Eu ouço quase que chorando de alegria as três frases que você diz do outro lado da linha: Onde você está? Posso ir aí? Estou morrendo de saudades. A solidão desse bar lotado faz com que eu entregue todas as respostas. Mesmo querendo te mandar tomar no olho daquele lugar.

Se não te irritar, não vale a pena.

E você chega em menos de cinco minutos. Desce do mototáxi, tira o capacete, paga a corrida e lança um olhar para mim. A vida só pode ser boa, meu amor. Esqueça o suicídio. E seu beijo atrevido perto do coração do pescoço. Onde fica o coração do pescoço? E sua exigência para o dono do botequim por novos copos e outra garrafa de vinho barato. E uma pinga.

E a gente brinda e você pede desculpas pela nossa última briga boba. E eu olho nos seus olhos e disparo: Ainda não te perdoei. E beijos e tim, tim felizes para sempre.

O amor só pode ser bipolar.

foto: BBM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s