Ovelha Colorida da Família

14462729_308380026198728_2938376641109496051_n

 

Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha. (Confúcio)

O que vale a pena possuir, vale a pena esperar. (Marcelo A. Pereira)

 

Música sobre paixões fracassadas e estômago vazio. Odeio Stand-up. Procurando amor na estrada, preenchendo com arte, astrologia e altas doses de cachaça.  E eu só pensava na porta dos fundos da sua orelha delicada e lambuzada de hidratante e cremezinho fresco da mamãe para gourmand nenhum botar defeito. Arquitetava com fúria animalesca te morder sem arrancar seu precioso piercing.

A primeira vez que te vi, leonino: Pura luz. E eu que sempre me senti um fracasso e candidato certo na fila do tiro para cabeça. Naquele dia, riqueza, a bala falhou por dois segundos. Eu acho que contei até dez. Eu não me lembro. Sei que tinha um copo na mão e as bichas dançando e caçando na quebrada. Eu precisava de uma resposta: Vale a pena viver? Vale a pena continuar? Onde fica a saída? Seus dreadlocks eram como um eclipse. O sol de coadjuvante e você sorrindo.

Coragem! Deus disse: Abocanha o que te pertence.

Bendita primavera! Hoje é o único dia que eu posso sentir fome.

foto: Tiago Macedo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s