tema a redação

tumblr_nnz3bphG4G1rchw7ao1_500

“A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota”.
(Jean-Paul Sartre)

O cara sempre foi eleito o gostosão da turma. Ele não é inteligente, ele faz musculação. Ele desperdiça o tempo dele com suplementos e repetição de agachamentos. Ele acha que vai ser feliz com a bundinha durinha no jeans. E acha que é mais homem que eu pelo o que ele chama de tanquinho no lugar do abdômen e um par de braço desfigurado competindo com o peitoral. Ele nunca assistiu um filme por causa do diretor, nem nunca viajou para assistir a uma estreia antecipadamente esgotada. Nem falo de livro. Para ele, ler é chato. Não sendo espelho, tudo é chato. Ele só curte a própria selfie. Ele é o centro do universo na cabeça dele. Ele tem até orgulho do seu carro zero poluidor, da sua bermuda de macho de camelódromo, da cuequinha branquinha lavadinha pela mamãe, do chinelo, horroroso chinelo. Ele até se orgulha de ser heteressexual. Deve até votar no Bozonaro. E soltou um alerta naquela mesa de bar entre as gargalhadas dos amigos invisíveis: Mulher que sabe chupar não apanha.
Ana Lulu, Carol, Renata, Ana Gabriela, Eluzinete, Zaira, Nossa SenhoraMacumbeira dos Indignados… Dá-me uma metralhadora urgente. Uma vassoura, uma borracha, um liquid paper, um nova lei. Dá-me uma nota dez em redação. D-ame ódio. A revolução feminista precisa de uma nova história. De um novo rei. E de você, minha rainha.

foto: Gisele

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s