O Rei Artur

tumblr_nqjd5507qI1qd9ql4o1_1280

Reza a lenda que tendo o décimo sexto copo de conhaque nacional erguido numa mesa redonda de botequim, você se transforma em

(Continua)

Artur, o bagulho tá verme. Vamo’ ferver. Sair dessa Morada do Sol. Ser humano é para ferver. Não para se torturar (a tristeza dessa gente não conta). Desce para Vila. Tchau.

E eu desci. Cueca preta, meia preta, calça preta, camiseta preta, paletó chumbo, lenço preto, clutz preta, nota preta, bagulho. E eu desci caminhando. O que eu tenho é fogo no rabo, não depressão. O que eu sou é a regra, e eu gosto assim.

E te encontrei. Botequim fodidão. Gente babadeira. Te abracei, te beijei. Elogiei sua produção. E aceitei o conhaque e o brinde. Viver é genial. Trouxe o meu pendrive. Eu disse bem alto. Eu preciso de música para me sentir completo. Música é minha epifania. Minha ordem e eu sou o rei. E quer saber?

Lembra daquela conversa que nós tivemos no meu quintal? Pois é. Realmente. Ninguém é gigante sozinho. Castelos não se constroem na solidão. Não precisa ser líder em tudo. Dono do mundo. Deixe outras pessoas brilharem. Conserve sua coroa aplaudindo o sucesso de todos. Quanto mais feliz é o povo, menos é a guerra.

Aí você disse: O que eu quis dizer, Arturzinho, é o seguinte: Estamos aqui tranquilos tomando conhaque com gelo e limão. Ouvindo Cartola. Foi preciso um exército para que nós dois pudéssemos desfrutar dessa paz. Alguém desenhou esse copo, outro desenvolveu a fórmula dessa bebida, um agricultor plantou essa fruta, um alfaiate costurou seu paletó. Muitos trabalharam para que recebêssemos todos esses produtos. Até a dona do bar se mobilizou para ligar o som para gente.

Eu te olhava e ouvia com atenção e pedi que renovassem nossos copos. Mais gelo? Te interrompi. Vi seu sinal de sim com a cabeça e, de novo, brindamos. Do que é feito o conhaque? Quem será que descobriu como se fabrica essa bebida alcoólica? Quem foi o primeiro a ficar bêbado? Quem foi o primeiro a ter coragem? O pioneiro. Quem se atreveu a ir além?

Você me olhou nos olhos e disse: Genialidade se conquista com bastante entusiasmo e paixão. Não adianta só pensar, querer e tentar. Todo grande criador prefere a morte a ter uma vida medíocre. O sucesso está em ir além do óbvio. E é um exercício simples. De que serve ter boas ideias, se você tem medo de sangrar, de ser ridículo?

Artur, você está derrubando o conhaque?

Não sou eu. É a vida.

foto: fabio-tavares-by-marc-antoine-serra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s