DRAMA DA NOITE

tumblr_n4deuvrYXS1sko7aco1_500 

 

“Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia,

me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo,

que nos faça acreditar em tudo outra vez”. 

(Caio Fernando Abreu)

Preocupa-me Marte. Tem traficante? Tem amor? Tem saudade? Ai, chega de saudade. Meu estômago está doendo demais. E eu lembrando do seu conselho ao telefone: Todo mundo tem um dia difícil, bicha. Uma fase difícil. Planeja com rigor sua rotina e cumpra uma tarefa que te desperte medo que passa. Sonhar é arriscado, não se esqueça. Paixão, um erro. E as pessoas só se falam pelo telefone. Ninguém fode. Ninguém cai em tentação. E aquele boy magia continua me olhando.

O que que foi? O que ele quer? Coração, Artur, coragem. Eu suporto a mala do Japão de salto alto. Sorria e os bravos te seguirão, você me disse. A fé é a questão mais importante da trajetória até o sucesso. Ah! Foda-se. Fiz um sinal gentil com o copo e sorri de leve acenando a cabeça. Não era um bom dia para sorrir. Ele veio.

Ele veio sem graça caminhando desajeitado. Sentou-se ao meu lado no balcão. Olá. Educação faz diferença. Olá. Ele retribuiu. Quer alguma coisa? Quer cerveja? Você tem idade para tomar cerveja? Tenho 19, ele disse sem olhar para mim. Todo garotinho mente dizendo que tem 19. Sei lá. Ele era uma gracinha. Aquela carinha de safadinho que te faz querer arriscar. Ah! Arrisca. Quer? Quer o bofe? Vai. Eu pensava nele pelado dando-me conselhos. Imaginava minha boca no pescoço dele e a mão atrevida dentro do jeans. Arquitetava o arrepio de tocar a pele quente da bunda esticando a underwear. E foi então que ele falou uma bobagem.

Oh! Não. Eu, drama da noite. Você, wonderland michê. Seremos os mesmos amanhã? Seremos Alice? Caio? Clarice? Seremos a prova de insulto? Tem que haver uma porra de porta de saída dessa merda! Eu não estou legal, me deixa em paz. Nem bêbado eu consigo ficar. Eu sou mais do que diz sua boca suja. Bicha, sim. Eu sou veado. Boy magia negra do feitiço fraco. Para que você precisa de vinte reais? Como assim para gente fazer um amor gostoso? Não. Não diga bobagem. Não fale de amor comigo. Eu não sou sua paixão. Eu não sou seu ficante. Nem seu conhecido. Quer dinheiro? Recita-me uma poesia. Aquece-me com um bom papo ou some daqui. A solidão nesse botequim vai ser a mais perfeita das companhias.

Tchau. Tchau ilusão. Vá embora. Garçom! Garçom, por favor. Outra vodca. Outra cerveja. E mais cerveja. E cachaça. E o que é aquilo verde brilhando lá em cima? Mistura tudo com gelo. Eu quero. E quero o troco em moedas de um real para eu encher a jukebox de músicas tão tristes que eu vou me mijar de tanto rir.

foto: Nyanyai Deng

Anúncios

2 comentários sobre “DRAMA DA NOITE”

    1. Um beijo. Festa Black 2015 chegando. Você é uma das DJs 🙂
      O tema desse ano é inspirado numa canção do Milton Nascimento: Tudo que você podia ser. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s