Clarice através do espelho

ThiagoSantos brazilian model

“De um certo ponto adiante não há mais retorno.Esse é o ponto que deve ser alcançado”.(Franz Kafka)

“O tempo é o melhor autor; sempre encontra um final perfeito”. (Charles Chaplin)

Quebrei um espelho. Azar o dele. Alice disse. Clarice disse. Cecília disse. Raquel disse. Ana, querida, amei sua saia. Merece uma xícara de chá. E se sentaram na varanda da casa. Árvores e árvores e árvores. Quem disse que está frio?  Não sei. Ainda não conheço o frio. Ainda não conheço o Louvre. Não conheço Paris. Pessoalmente. Ainda não te dei um abraço. Ainda não fiz um tour du monde. Imagine o que é um tour du monde. Um tour du mode. Je n’ai pas encore aventuré dans le monde. Le monde ? O que será ? Criança gosta muito de sonhar. Onde foi parar sua criança?

Eu não sei. Eu cresci. Fiquei grande. Ela disse. Você é do tamanho da sua fé. Tome sua xícara. Sem açúcar, certo? Você é maior do que acredita? Crê em que? Eu creio na beleza. Minha crença me faz gargalhar e me recebe de braços abertos. Deixa-me mexer na pilha de livros. Ouve música e fala gíria. Vive o hoje. Vive o agora e sonha demais.

Ontem? Que ontem? De qual ontem nós estamos falando? Meu ontem foi semana passada. Meu ontem de ontem, uma eternidade. A agulha foi inventada há 27 mil anos. Alguém percebeu que roupa mais próxima ao corpo aquecia melhor e facilitava a caminhada. Ontem eu comprei um agulheiro.

Não. Eu não como açúcar. Nem nenhuma dessas porcarias misturadas de fast food maquiadas. Água. Eu como água. Eu quero melancia. Eu quero mais. Achei lindo esse morango.  E laranja-cravo. Adoce com tangerina. Acorde com limão. Sorria.

Ela olhou para capa da minha Vogue Bambini e minha bolsa de boi-bumbá. O boi que sabia até dançar. Acredita? E na multidão de fitas de Nossa Senhora Aparecida e duas lembranças de Senhor do Bonfim no braço da primeira tatuagem.

Você é maior que sua fé se desejar. Eu sou eu. Eu quero ser eu. Eu me chamo eu. Meu nome é eu. Eu quebro os espelhos. Passo por debaixo da escada. Moro onde as pontes fazem curvas. Cruzo com as encruzilhadas. Danço com as cachorras da rua. Topo com um gato preto no escuro. Eu sou quente. Eu sangro até o último capítulo. Eu enlouqueço. Eu voo. Eu sou o que você vê toda vez que me dá bom dia. Seu bom dia é lei. Deusa amada. Faz-me companhia.

Foto: #ThiagoSantos #BrazilianModels

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s