Só as bonecas são felizes

Oi, amiga. Como é que você está irmã? Desculpe tá ligando a cobrar. Acabou meu crédito. Essa coisa de falar mais barato com a mesma operada e pagar uma fortuna falando com as outras. Meu bofe é de outra. Traio sempre a operadora, ué. Botei sete reais. Liguei para concorrência. Sabe como é que é né? Toda puta tem seu cafetão. O cara que pega ela no agô. E eu já te disse, né? Eu tenho um fraco por gordinho. Gordinho, abusado e cervejeiro. Maconheiro então… Não sei o que acontece. Lembra daquele jogador de futebol? Ou do professor de capoeira? Negro do corpo mais perfeito que eu já vi na minha vida. A gente ainda se fala. Ele tá na Europa dando aula. Aula de quê? As pessoas não param. Nunca descansam.

Aí bicha… Sim, sim. Eu não sabia que você ainda estava trabalhando. Desde que você largou Três Rios e foi para cidade grande. Para uma cidade melhor e maior. Uma cidade do cacete que ia realizar todos os sonhos da sua vida sem te machucar, você só tem trabalhado. Bicha. O que aconteceu com você? Cadê aquela brava que estudou numa escola de elite, fez a faculdade pública que você quis, usava as roupas mais hypes, usava os lançamentos. Usava o coração dos homens. Tomava uma oti comigo (na verdade tomávamos a bebida mais cara no bar mais caro da cidade)… Ah! Tô tomando uma aqui agora. Aceita? E suco de melão com uma cachacinha que eu ganhei do dono do botequim do Zé. Aqui ao lado. Minas. Você sabe né? Ando quilômetros quando quero fazer uma caminhada, mas se eu vejo um bar bonito aberto… Bar bonito para mim é um lugar onde eu vejo sorriso.  Até as pessoas sorriem. E precisa ter música. Precisa ter festa. Lembra, amiga, quantas vezes a gente foi numa festa? E lembra, ainda, que quem me vestia para ir nessas festas era você?

Muito obrigado. Obrigada. Eu confundindo os gêneros. Eu agradeço por você entender que numa noite eu queria smoking e uísque, eu queria brilhar, noutra eu queria a sarjeta. Ser o lixo do lixo. Mas tem muita gente que fala: Eu era feliz e não sabia. Sabe esse papo de querer voltar? Nostalgia não funciona comigo. Que bom que passou. E amanhã é um novo dia. Outro dia de merda? Eu não sei. Algumas coisas eu tenho certeza: Tomar água é bom. Trabalhar com o que gosta é relativo. Nenar é bom. Se livrar de toda merda é ótimo. Receber uma linguada do garçom do botequim do Zé depois de dar um dois é uma maldição maravilhosa. E que nada vicia. Nem o medo da morte vicia.

Tudo é exercício. E exercício exige repetição. Por isso é chato. Por isso viver é chato. Tem dia que eu quero folga da vida. Quero parar de respirar. Quero parar de ter fome, de ter sede, de ter revolta. Tem dia que eu quero ser um objeto. Talvez seja por isso que eu tenha me matado tantas vezes. Talvez seja por isso que no passado eu quis a morte. Para me livrar disso, eu escrevi aquela peça que eu era a morte que esquecia o texto, dançava, dançava, dançava a peça toda para falar que a vida é boa. Mesmo errando, mesmo esquecendo o roteiro… Quem disse que eu esqueci o roteiro? E quem disse que a vida tem roteiro? Que o teatro tem roteiro? Que o artista tem roteiro? Queria dançar meu bem. Meu sonho era ser bailarina. Também, também. Já quis ser estilista. Estilista! Quá, quá, quá, quá, quá. Ai, ai. Você está me ouvindo?

Quá, quá, quá, quá, quá. É tão bom gargalhar. Quando eu penso na minha vida… Eu não acredito que fiz isso. Que eu ousei, que eu me atrevi, que eu fui eu mesmo, que eu fui outros, que eu aguentei a mala do dunda mais disputado da Vila Isabel brincando pedindo tudo… Pedindo mais. Quando eu me lembro que beijava na boca na rua, que eu amava mesmo levando porrada, que eu amei você quando você estava perto. Eu acho que a gente nunca teve tempo ruim. Ou teve? Ruim é ficar longe de você amiga. Amigo. Conte-me quais são as novidades. O que tem te irritado? Para quem você daria uma bomba de presente? O que nessa vida vale um corte nos pulsos? E me conte… Você tem respirado? Você tem contado dez vezes antes de bater naquele filho da puta? Naquela desgraçada? Naquele corpo perfeito que ainda não percebeu a sua presença no salão?

Seja mais puta, mulher. Homem gosta de mulher para sofrer. Homem gosta de mulher que fala não. Homem gosta de bicha difícil. Bicha difícil e poderosa. Você já reparou que as principais vítimas de violência no Brasil são mulheres que não querem mais os maridos e bicha que pode dizer não? Você leu da menina que foi estuprada porque era homossexual? Desculpa perversa para se cometer um crime. Matar, violentar, destruir porque era homossexual. Porque era judeu, porque era mulher que pensava demais, porque era bruxa, cigano, negro, cadeirante, porque tinha outra cultura, era de outro país, tinha outra religião. Se Hitler tivesse mais ocupado fazendo os loirinhos que ele tinha queda, ele jamais perderia uma guerra. Ele jamais seria essa vergonha. Mas… As pessoas amam a violência. Amam matar. De preferência que matem por ela.

Eu amo… Sabe as coisas que eu amo? Eu amo ouvir música. Beber água, caminhar, dançar, tomar banho de rio, comer fruta do pé, cinco e 55, eu amo quando volta a luz elétrica e as pessoas fazem ê, eu amo a cor da pele negra, principalmente quando eles estão pelados, eu amo tirar a roupa, eu amo fazer sexo com proteção, eu amo café da manhã quando ele insiste em dormir comigo depois de gozar pela segunda vez. Quando ele quer tomar banho comigo, quando ele lava os copos e pratos depois do jantar… Eu amo quando ele diz que eu sou uma artista. Que eu sou uma riqueza. Ele diz: Você só anda com gente rica e artista. Eu digo: Eu amo você. E isso me basta. Vou desligar que o bofe está de fogo hoje. Beijos.

foto: #Amanda Lepore #Brazilian Model #Marcio #Marcos #Terry Richardson

Anúncios

11 comentários sobre “Só as bonecas são felizes”

  1. I simply want to tell you that I am just new to blogs and truly liked your web blog. Almost certainly I’m want to bookmark your blog post . You surely have impressive articles and reviews. Bless you for revealing your web page.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s