O mundo é uma merda

|

Ah! Mas é chato… Tô aqui e você quer me tirar. Tá de onda?

Mas nem sempre as coisas acontecem na onda. Às vezes na cara também.  E você que roubar meus pensamentos. Não me deixa existir. Não deixa ser quem eu sou.

Porra. Eu tenho esquizofrenia. Meu mundo é outro. Meu mundo é melhor que o seu.

O mundo para cada pessoa tem um significado e sentido. O mundo de merda, o mundo de bosta, o mundo onde todo mundo caga. Limpem suas merdas com esse papel higiênico.

O artista não tem amor, meu rei. Seja bem vindo. O rancor é a minha arma. Vai lutar? Vai se esconder? Vem… Tenho bondade no peito.  Tenho um coração vagabundo que só bate quando é amor. Só naquelas horas. Às vezes dói. Às vezes passa.

Mas tipo assim… Eu acho que esse mundo tem muita variedade.

Mas eu acho que dentro de todas as variedades, a sua prevalece. Como aconteceu comigo.

Ou com o meu avatar. Minha vida falsa que você tanto louva. Somos todos loucos. Todos crônicos. Todos moldados em vaso de merda que no fim só resta a fumaça.

Aperta um aí.

Oi? Às vezes é mais que apertar um aí.

O quê? Ele disse dichavando o produto.

Um debate nesse nível, só fumando para poder discutir com mais calma. Uma coisa tão óbvia e ao mesmo tempo criminosa.

O que: Quer discutir o que comigo?

Marcha da vadias? Queima de sutiã na praça? Periguete? Que história é essa mulher? É o aviãozinho que morre a troco de um real.

Aceita cartão?

Para quê? Para limpar seu cu?

Para me comer? Para me devorar?

Depois, depois, tenho camisinha aqui. Vem me limpar depois. Mas acende um aí. Não me fale mal.

Por você eu faço tudo. Cama, cozinha, roupa, carne barata lavada. Minha cara lavada.

 

Corta.

Corta a cena. Grava de novo.

Agora vou para pista. Vamos dançar? Quer uma aula? Ultimamente só tenho dançado na minha solidão. Quer dançar comigo?

Olha eu me repetindo. Não estou mentindo. Música de merda eu não danço não.

 

Corta: Sonhar é bom. As pessoas são meus amores, mas o mundo não. Eu amo o mundo. Essa coisa de odiar… Ê, ê. Sei não. Cê gosta?

É uma merda gostar de você. Seu chato. A terra não é redonda. É chata.

Você cantando.

Me encantando.

Deus é bom, pedir e receber. Bater e receber.

Um tapa na cara gostar ® de você?

Parar de falar eu não parei não. É uma situação que estou sentindo. Uma felicidade única.

Como ser única se eu quero com você?

Come ser única se espalho para geral?

Não se espalha pra geral.

Quer falar de amor? Fala baixo.

Me beija.

 

Vou botar o feijão para esquentar.

E devorar. E devotar. E devorar.

E fazer merda. Na merda. Na merda boa. A sua cara você no meu mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s