Trabalha a mala sapatão

No capitulo anterior. Aí menina o que aconteceu no capitulo anterior? Ela disse para outra via Claro. Claro que você REM mais. A internet não tava funcionando.  E por $0,21. Vou ligar para a irmã, né?

Ê, ê bonita. Velório acabou. Tô com duas onças. Vão fer-VER mulher. Pagode no Bar do Carlinhos é ótimo. 85% é noite de lua cheia naquele pagode. Disse ela com aquele sotaque pós coito. Não. Pós graduação. Ela era rica. A desgraçada era rica. E o pior. Era chata. Tava de preceito. Essas coisas. Tem carro. A bicha era o capeta. O que tinha de melhor? A bunda. Foda-se. O melhor era a bunda da piranha. Tinha mais cérebro lá que nos rins. Mas o que adiantava ter uma bunda linda 200 ml se você não sabe rebolar? O que vale uma bunda sem uma boa propaganda?

Eles vão pensar hummmmm sim quero. Te quero. Eu quero creuzar com essa bunda. Velocidade sete.

Mas sem drama. O povo prefere comédia. Às três da manhã, uma comédia. Quem é da pista, sabe. Três da manhã? 25 paus uma gravadinha num comercial? Ih! Tô recusando. A gente que é fina, meu bem. Não aceita a primeira oferta. Na vida, na vida de verdade, na rua ou você tem um preço fixo ou você tem opção.

De: @colaboradorahonesta Em quem voc vai votar nas prox eleiçoes? Qual é o #BABADO

Eu disse: Menino, tá achando que eu sou puta? Sou alguém do lixo? E joguei o cabelo. Meu voto é em mulher.  Eu confio meu voto em mulher.

De: @bacanalnaksadamamae Voce acha impot o voto femimo?

Eu disse: Feminino ou femimo. Acho que você escreveu errado. E que história é essa de bacanal na casa da mamãe? Olha eu jogando o cabelo. Jogando o veneno. Se eu fosse a Eva, Adão seria expulso do paraíso por comer outra fruta.

Sim. Acho digno. Acho retrô. E essa camiseta amarela que você está usando é linda. Amarelo ouro. Amarelo dia. Amarelo estou de férias em Ipanema às nove e meia da manhã segunda-feira. Morram escravas. Tô vagabunda.  Um luxo.  De que estilista é?

Aí você toca nele. Passa a mão no tecido. Não é roubar. Não é errado. Gostar de moda. Moda? Nossa. Diz muito. Você pode ser a periguete. Ai por favor, não seja periguete. Ou seja, uma. Não importa. Mas seja fina. Pega na estampa da mala.

As maiores malas da cidade? Vila Isabel é um perigo mulher. E eu tenho bom gosto. Pergunta o Fabian. Era Osklen. Eu já sabia. Eu vi o desfile. Recebi o catálogo e uma camisa branca de algodão novo. Uma camisa branca clássica. Mas não sabia como ficava no corpo. E esse filho da puta era médico, virou estilista.  Empresário da moda.

De @Fashionistamocotov Mas quais sao as tendencias? O q q tah pegando?

Eu respondi: Oi. Simples. O delivery fashion.  Tá ligado? Levar para comer em casa.

E ele era tão bonitinho. Artista. Não. Esse era o pior. Só trabalhava quando ele queria. Se ele acordasse com a música errada. Ele: Não trabalho. Você quer dinheiro? Toma.

Eu: Nossa! Dinheiro. Eu gosto. Uso hoje em dia cartão. Por que é legal que você digita a senha, você escolhe o valor. Tem mais? Dinheiro. É sempre bom ter mais dinheiro.

Por que os homens se importam tanto com dinheiro? Eles têm paus pequenos? Medo de falhar na hora certa? O Eike Batista quer provar o quê? Que ele é o maior? Maior o que, gente?

O que tá pegando é lançar perguntas. Não responder.

Lógico. Vocês se lembram dos outros capítulos, né? Da mulher que quando quer dizer sim joga até o cabelo. E o vinho naquele copo chique.  Ele pediu copo especial no bar do Carlinhos. E confirmei. 85% é pouco. E a noite era amor oriental. Nokia. O vinho não era dos mais qualificados, mas o copo tem que ser fino.

Detalhes. Tá no detalhe. Já olhando pro meu decote.

Você sabe a dor que é menstruar uma vez por mês? Você sabe o que é a dor? Eu não sangro. Eu choro. É meu corpo me avisando que eu estou morrendo. Que eu estou me suicidando. Por que eu tenho tanto medo? Ele sabe que naturalmente meu Q. I. É maior que o dele? Ele sabe que eu sou mais inteligente? Nessa guerra ele já perdeu. O importante nesse jogo é ser mais inteligente. Quem caça é a mulher. A fêmea.

Aí eu ó, ó. Ó o cabelo. Passei a mão. Ele tá atrevido. Ele tá abusado. O cabelo. Também. Também. Putz! Depois vão me chamar de piranha no Facebook.

Sorri. A melhor resposta de todos os tempos. Mas a segunda melhor resposta é ser irônica. Eu disse: Detalhes tão pequenos. Como assim grande?

Ele disse que a taça era grande. Um desperdício. Muito grande para quê? Né? E ele: Eu nem tenho carro. Meu apartamento não é uma cobertura. Tem uma cachaça, gelo e suco de graviola incrível lá. Vamos caminhar? Vamos perder pelo menos umas calorias?

Achei tentador. Aquele frio e eu perdendo… Fogo. Caloria. Isso. Consulte o dicionário. Qual é o seu dicionário favorito? Dois minutos. Ele disse: Substantivo feminino. Quantidade de calor necessária para elevar de 14,5 graus Celsius a 15,5 graus Celsius a temperatura da água.

Muito bom, menino. Nota 8,2. Eu falei. Depois ele disse: Até no final da noite você vai me dar nove e meio. Você sabia o que eu fazia de propósito com os professores?

Eu perguntei: Fazia greve?

Ele: Eu me comportava mal só para tirar nota alta. Era um menino maluquinho. Eu até fumava dentro da sala de aula. Aí um dia uma professora chegou ao meu ouvido e disse bem baixo. Para falar de amor, a gente sempre fala baixo. Não faz propaganda não. Ela disse: De um aluno brilhante como você, eu esperava nota mais alta. Você tem muito potencial e desperdiçando seu talento com um cigarro vagabundo. Parabéns. você tirou seis. Nota que é menor que você. Seis. Se você soubesse mais seria 11, numa escala de um a dez.

Eu perguntei: Professora de quê? E ri. Muito alto. Ela estava te cantando?Quer dizer, encantando? Tem uma leve diferença. Sim, ele era um gato. Imagina: O Homem.  Até as tatuagens combinavam.  Tênis da Adidas de 400 reais. Jeans OK. Osklen. E um colar comprado numa viagem recente ao Zimbábue. Onde fica o Zimbábue no mapa?

Ele riu também. Aposto que pensou em sexo. A professora era bonita? Usava o quê? Uniforme profissional? Ou aquela sala rodada linda de professora que ouve música nacional e assobia feliz na companhia de Florbela Espanca?

Ele: Ela me fez descobrir biblioteca. Eu era sozinho. Sempre sozinho. Péssimo castigo para quem frequenta biblioteca. A solidão. Crime e castigo. Devia deixar de ser crime. Eu voto nesse projeto. Esse é o documento da semana.

Aí? Pode pular para parte do vinho que tem enredo mais emocionante? Falar de solidão? Fora de moda. Luxo é 3D. Ter opção.

Mas o que acontece?  Vai fugir ou vai correr? Na roda, na quebrada. Quebrada é lá… No matar ou morrer do dia a dia. Dizem: Vai peidar ou vai chorar na vara? O clássico se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Você responde: Peidar menino, que palavra vulgar. Pergunte primeiro… Melhor: Conquiste: Vai fugir da luta? Seja mais criativo. Vem cá que eu te ensino o bom português do Brasil. Dom bom mulato. Do bom crioulo. E sentava, sentava, sentava. Fazia a mala. Sem medo.  Sem cair do salt.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s