E eu dancei a música errada

E viveram felizes para sempre. Enquanto você quer tchu, e quer tcha, eu já fiz meu tcha, tcha, tcha, tchu, tchu, tchu. Encheu-me a paciência. E eu tô em outra. Quer saber negão? Esse papo tá chato. Você só fala do seu trabalho. Que você estudou tanto e batalhou tanto para ter essa sua posição na empresa.  Você deu a sua vida pelo trabalho. Sacrificou-se. Da sua mulher que você diz tanto que ama… Você ama sua mulher, né? Mas tá comigo. Com a piranha aqui. Você só reclama da prestação do seu carro Fiat Uno 2013. Movido pela paixão. Vermelho. A cor do desejo. E da virilidade. Ui! Meu pau vai subir. Não preciso de Viagra. Você é louco pelo seu carro, né? Com direção hidráulica e o caralho atrás. Falta só você comer seu carro. E tá bebendo. Bebendo demais. E vai dirigir. A conta desse restaurante vai custar uma fortuna. E eu nem gostei daqui. Não acho que nós fomos bem recebidos. Tá calor. Esse vestido está me incomodando. E eu não gosto de vestido de madame. Eu sou rock’n’ roll. As pessoas estão olhando para gente como se nós fossemos dois estranhos. Tão falando da gente. Tão pensando que nós estamos no lugar errado. Aqui é um ambiente familiar como costumam dizer. Até parece que nós não temos família. Um lugar de respeito, né? Não é lugar para puta frequentar.  Mas eu estou transando com você. Sim, senhor.  E quando a gente sair dessa merda, alguém vai pensar que nós somos uns selvagens. Aberrações. Porque eu não tô usando a roupa da moda, o idiot phone da moda, o vibrador da moda. E minha vontade é falar que a moda já passou. Porra! Estamos muito atrasados. E eu já tô em outra.

Viver me cansou. Quero morrer. Ir para o paraíso. Tô fazendo minhas malas. Talvez eu nem leve mala. E carregue o peso.

O problema não é você. Você não tem problema algum.  O problema são os outros que tão pouco se fudendo para o que você pensa delas. Quer eliminar uma preocupação, duas ou três rugas dessa sua cara de pau? Ignora. Você compartilha tudo. Tudo? Até suas cagadas. Assim você dança.

Eu dancei minha vida inteira. Aliás, eu só dancei. Não me cansou. Nada me cansa. Mas você… E esses seus passos errados… Passar bem. Vai ser feliz. Ou fingir que é. Feliz, feliz, feliz com seu Fiat. Você é feliz.  Parabéns. Você venceu. Você é um herói. Só que na minha peça o papel do protagonista sempre perde. Ele é um loser. Desculpe querido. Mas eu preciso de outro bailarino para o meu musical.

E era uma vez…

Foto: A menina malvada Linday Lohan por Terry Richardson. @Terry_World

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s