Nada demais

Sumi. Voltei. Aqui está um frio do caralho. Saí para buscar medicamentos. Aproveitei para publicar um texto novo. Peguei um resfriado babadeiro. E não tenho saído de casa. Nada me convence a descer e ver a rua.

Assisti na TV a Semana de moda carioca no Glitz, Rainha Vitória no TCM e Rock Picture Horror Show, Milk a voz da igualdade no I.Sat, Os Simpsons na Fox e Uma Família da Pesada no FX.

Hoje não é o dia do orgulho LGBT?

Ainda não estou 100% principalmente para escrever.

Tem sido muito difícil sair da cama. Às vezes eu penso que a vida vai ser esse marasmo todo. Que os meus sonhos foram despedaçados. E impossível de recuperá-los. Eu estou virando um velho preguiçoso. Tá bom.

Anúncios

2 comentários sobre “Nada demais”

  1. Embora eu nunca diga nada, eu sempre estou aqui tbm… Espero que vc saiba disso. E sim, a vida é decerto um marasmo. Dia desses pensei que parece que não sobreviverei porque simplesmente não me dou bem em viver. Mas sabe, a gente sempre pode tentar melhorar a gente um pouquino, a gente sempre pode mudar de lugar, e a gente sempre pode tentar ter mais e mais momentos felizes! Um beijo! Amo vc!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s