Golpe de mestre

Me chamaram para conversar. Ele já estava morto. Teve um enfarto e morreu. Tiveram tato para dar a noticia. Eu entendi o recado rápido perdi meu irmão.

Mais cedo ele teve uma convulsão no banheiro de casa e nós o acudimos a tempo. Depois ele foi se deitar. Na cama ele começou a ter a ter uma respiração diferente. como se tivesse com bronquite. Achamos estranho e levou ele a uma unidade da UPA 24h. Desceu de carro ele, minha mãe abraçada co ele e uma vizinha dirigindo. no meio do caminho,meu irmão morreu. Morreu nos braços daminha mãe. Na UPA ainda tentaram reanimá- lo sem sucesso. Meu irmão morreu. Perdi meu irmão.

Ninguém gosta de perder. Do velório até o enterro as quatro, uma multidão compareceu. Recebi muitos abraços. O que me deu conforto e eu pude chorar.

Marcos Paulo tinha 36 anos. Deixou saudades e duas filhas. Izabela de oito anos e Izadora de um ano e dois meses. Morreu dia 11 de abril às20h40.

Anúncios

Um comentário sobre “Golpe de mestre”

  1. Artur, meu querido amigo, eu sinto muito. E não é da boca pra fora.

    O engraçado é que pensei no seu irmão dia desses, não em você e no seu irmão, mas no seu irmão especificamente, não sei por quê. Gostava do Marquinho, dele só tenho lembranças boas.

    Das conversas sobre Alice in Chains, Nirvana, Pearl Jam; da vez em que ele falou, revoltado, que podiam falar o que quisessem, mas ele gostava mesmo era de ler Chiclete com Banana e Piratas do Tietê; da vez em que estávamos vendo um filme de sacanagem no seu quarto e paramos a fita quando ele entrou, mas ele teve que mexer no videocassete, ejetou a fita e só olhou para ela com um sorrisinho irônico e disse: “Porra, neguinho é foda, hehe”; da maneira como seu irmão, apesar da diferença de idade, sempre me tratou como amigo, e não como um pirralho amigo do irmão mais novo dele; do jeito como ele amava e protegia sua irmã (espero que ela esteja bem, mande meu abraço fraterno para ela); da amizade que ele tinha por você… enfim, de tudo isso e muito mais que o tornavam um sujeito do caralho. Espero também que sua mãe esteja segurando a barra; sei como ela é forte e guerreira, mas não consigo sequer imaginar como deve ser duro perder um filho. Diga a ela que eu mando um abraço, meus mais sinceros pêsames e desejo muita força para ela e para todos vocês.

    Um forte abraço,
    See you later,
    Fabiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s