Preview is the new black

A ambulância e o caminhão dos Bombeiros passaram fazendo a maior algazarra. Um garoto negro de 22 anos tomou chumbinho, trancou a casa e tacou fogo no corpo.  Foda-se. Eu nem aí. Devorava um diamante. Uma estátua. Uma escultura africana. Um troféu. Façam barulho à vontade. Nada ia tirar o meu sossego.

Essa semana uma pergunta me caçou: seu coração está vazio ou ocupado?

Supita, muito esperto, respondeu: propositalmente vazio.

Eu fiquei pensando: Ele tem alguém? Ele tem alguém? Ele tem alguém? Na minha cabeça a pergunta mudou: seu coração está desocupado ou você não quer entregar a chave? Precisando de um inquilino ou há muita burocracia para alugá-lo? Você não quer que ele tenha dono?

Meu coração é meu. Que fique bem claro. Mas quando eu vejo ele, coração anuncia em outdoor. Vira uma ambulância. Aí é uma merda, né?

E eu que faço tantas exigências e ele que…

Minha amiga disse que ele era pobre.

Aí eu disse: pobre, não! Pobre é uma palavra feia. Ele é simples.

E pensar numa pessoa simples… Pensar nele… Coração, uma merda: Chama ele. Chama ele para sua casa. Chama ele para sua casa.

Eu perguntei: Quer ir lá pra casa? Coração soltou fogos.

Minha amiga perguntou: você gosta dele?

Eu respondi: Ai que bobagem. Ele é só mais um.

Minha amiga perguntou: então por que você fica assim todo animado? Saltitante? Com coração acelerado?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s