Minha vida é uma comédia

tumblr_nkcygzLO0e1qdejcbo1_1280

 

“É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada”.

(William Shakespeare)

 

Ê, ê, gente. Sente o drama. Praia do Arpoador. Cidade das maravilhas. Sete e pouca da manhã, cerveja gelada, protetor fator 50 na pele, homens sarados exercitando-se de sunga, cadeira e guarda-sol na companhia dos amigos. Para que sofrer? Qual a graça em chorar mesmo? Beijimnasinimiga, baby. Vamos brindar. Sabe meu anjo, aquele dia eu bem pedi para que me jogassem da ponte. Eu quase fui. Eu quase.

O amor vai vencer um dia, eu pensei.  A paz reinará para quem se prepara para luta. O importante é lutar. Nunca odeie. Acorda mais cedo que seu inimigo. Conte comigo. Então eu disse. Lógico que eu topo viajar. Nunca me canso. Nunca me canso em conhecer. Adoro aprender. A mágica da vida é tentativa e erro. Um dia a gente ganha na loteria.

Esse ano, não sei. Ano da alfaiataria. Muito protesto e gente mal vestida. Camiseta dos Beatles estrategicamente cortada à lá mamãe eu sou bicha, short de linho com bolsos sem cinto, paletó risca de giz italiano, colar de tigre de uma artista carioca que eu comprei num leilão e a cueca era… Peraí que eu vou ver a marca da cueca, vou pegar uma xícara de café e dar um beijo em você. Não me demoro.

 

 

 

 

 

Sofrer? Não tenho vocação. Falhei em todas as tentativas. Sei ser carinhoso. Serve? Sei beijar e fazer cute cute cute cute na sua barriga com perfeição. Tentei, tentei, tentei mil vezes por dez segundos ser um cara qualquer, um cara que reclama, nunca age só protesta. Quando eu te vi pela primeira vez o que eu disse, lembra o que eu disse?  Eu vi o sol, eu disse pertinho da sua orelha virtual. E desde aquele dia, eu te amei. Era a mais pura verdade.

Nem mesmo o céu, nem as estrelas nem o infinito. E essa praia hoje está pedindo um sorriso. Fazer o quê? Ninguém é perfeito.

foto: Naomi

8 hábitos de ouro do feitiço

tumblr_nkmiwyoTYr1qi0b8uo1_500

“Viver é super difícil
o mais fundo
está sempre na superfície”

(Paulo Leminski)

Chamei minhas entidades para banhar a sereia na floresta. Afastando-me de tudo o que me adoece: Adeus confusão, brigas, fofocas, inimizades. Acontece, meu anjo, que você atrai a energia que alimenta. Quer dizer, carregamos nosso próprio peso e destino. E eu decidi ter menos e viver mais tranquilo.

Saímos às quatro da manhã para receber de coração aberto os primeiros raios solares. Arrumei a bolsa bem cedo. Água gelada no freezer, protetor solar, frutas, camisinhas, sanduíches, papel, agenda e caneta, documentos. Mais o quê? Mais nada. Nenhum medo.

Fiz 35. Estou com 3.5 milhões de quilômetros rodados. Cheguei a um ponto da minha jornada que quase nada me aborrece. Chamaram-me de veado escroto essa semana. Adivinha a importância que eu dei. Nem franzi uma sobrancelha. Por outro lado, você me chama de riqueza. Eu levo à sério, leonino. Eu acho importante todas as bobagens que você me diz mordendo meu pescoço.

Regra de ouro número um: Deus te ama e eu estou na fila te adorando. Você é mais importante que imagina. Estava na porta da morte quando te conheci. Você me ilumina, você é meu rei. E um copo d’água ameniza as dores e acalma.

Aprende comigo. Tá aqui meus segredos: Seja curioso; trabalhe com paixão; tenha um jardim e cuide dele; ensine sua boca a pronunciar eu não sei; traduza uma música divertida para um idiota qualquer. Trabalhos voluntários dão prestígio ao currículo. Peça a sua mãe uma aula de culinária. E paquere um bonitão e chame-o de namorado em público.

Melhor não significa mais feliz. Não se esqueça: O medo te aprisiona e a coragem abre janelas. Destino ninguém muda. Lute. Lute. Levante-se e lute. Qualquer miserável é amado depois que morre. Meu amor, quer saber de outro segredinho? Viva, querido, vida!

foto: fight-club

DRAMA DA NOITE

tumblr_n4deuvrYXS1sko7aco1_500 

 

“Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia,

me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo,

que nos faça acreditar em tudo outra vez”. 

(Caio Fernando Abreu)

Preocupa-me Marte. Tem traficante? Tem amor? Tem saudade? Ai, chega de saudade. Meu estômago está doendo demais. E eu lembrando do seu conselho ao telefone: Todo mundo tem um dia difícil, bicha. Uma fase difícil. Planeja com rigor sua rotina e cumpra uma tarefa que te desperte medo que passa. Sonhar é arriscado, não se esqueça. Paixão, um erro. E as pessoas só se falam pelo telefone. Ninguém fode. Ninguém cai em tentação. E aquele boy magia continua me olhando.

O que que foi? O que ele quer? Coração, Artur, coragem. Eu suporto a mala do Japão de salto alto. Sorria e os bravos te seguirão, você me disse. A fé é a questão mais importante da trajetória até o sucesso. Ah! Foda-se. Fiz um sinal gentil com o copo e sorri de leve acenando a cabeça. Não era um bom dia para sorrir. Ele veio.

Ele veio sem graça caminhando desajeitado. Sentou-se ao meu lado no balcão. Olá. Educação faz diferença. Olá. Ele retribuiu. Quer alguma coisa? Quer cerveja? Você tem idade para tomar cerveja? Tenho 19, ele disse sem olhar para mim. Todo garotinho mente dizendo que tem 19. Sei lá. Ele era uma gracinha. Aquela carinha de safadinho que te faz querer arriscar. Ah! Arrisca. Quer? Quer o bofe? Vai. Eu pensava nele pelado dando-me conselhos. Imaginava minha boca no pescoço dele e a mão atrevida dentro do jeans. Arquitetava o arrepio de tocar a pele quente da bunda esticando a underwear. E foi então que ele falou uma bobagem.

Oh! Não. Eu, drama da noite. Você, wonderland michê. Seremos os mesmos amanhã? Seremos Alice? Caio? Clarice? Seremos a prova de insulto? Tem que haver uma porra de porta de saída dessa merda! Eu não estou legal, me deixa em paz. Nem bêbado eu consigo ficar. Eu sou mais do que diz sua boca suja. Bicha, sim. Eu sou veado. Boy magia negra do feitiço fraco. Para que você precisa de vinte reais? Como assim para gente fazer um amor gostoso? Não. Não diga bobagem. Não fale de amor comigo. Eu não sou sua paixão. Eu não sou seu ficante. Nem seu conhecido. Quer dinheiro? Recita-me uma poesia. Aquece-me com um bom papo ou some daqui. A solidão nesse botequim vai ser a mais perfeita das companhias.

Tchau. Tchau ilusão. Vá embora. Garçom! Garçom, por favor. Outra vodca. Outra cerveja. E mais cerveja. E cachaça. E o que é aquilo verde brilhando lá em cima? Mistura tudo com gelo. Eu quero. E quero o troco em moedas de um real para eu encher a jukebox de músicas tão tristes que eu vou me mijar de tanto rir.

foto: Nyanyai Deng

SADOMASÔ

tumblr_njxs50prDa1qd9ql4o1_r1_1280

“Gosto de você pra caralho. Quero você pra caralho. Caguei pro mundo”.

(Elis Regina)

NÃO sei sofrer nem quando quero. Eu só obedeço o que eu amo. E amo mais que desgosto. Eu amo você e isso nem é dor. Tenho o gostar como hábito. Eu gosto de te ver sorrir, gosto de você sonhando, da sua ambição, do seu interesse por cinema. Você longe, a saudade, a cerveja estrangeira esquentando no seu copo, o calor, nosso fogo no rabo. Eu gosto até do beijo que nunca foi te oferecido.

Aí a puta falou: Amor não se compra. Quem diz que quer um homem porque ele é rico está mentindo. Querer enriquecer as custas do esforço dos outros que piada mais sem graça. Na vida é preciso de um mínimo de paixão e talento.

Prejudicar alguém? Roubar? Matar seu semelhante? Atitude besta. Rico é aquele que transfere sua inspiração para melhorar a vida de todos. E o churrasco rolando naquele camarote. A churrasqueira é a chaminé do brasileiro comum. Vamos fazer churrasco? Comprar abadá?

NÃO. Vamos tomar champanhe. Comer uma fruta fina. Sou brasileiro, detesto ser pobre. E acho bom. Brasileiro tem estilo e é bonito. Bem vestido? Hummmm… Brasileiro fica multimilionário até de sungão. Ser brasileiro é muito bom.

E depois, o Bloco do Palmital, imperdível. Cai no samba, cai na vida, fui para a Avenida. Quem diz que amar é sofrer precisa de uma tarja preta no rabo. Amar move montanha. Quando você ama, usa até o hidratante da sua marca favorita. Eu te amo, meu querido e me divirto. Eu era suicida antes de te amar. Eu era um idiota. Eu vi você. Estava bêbado. Vi você. Você estava triste. Meu Deus!

foto: sheani-gist

A Imitação da Vida

 tumblr_nj4qg9hSeQ1qi0b8uo1_500

Mundo injusto. Eu aqui dando sopa e você perdendo tempo. Ser autêntico é uma tarefa muito solitária. Aí eu pensei: Foda-se. A realidade é uma chatice sóbrio. Vou tomar uma atitude. Pedi uma pinga no pau para a monocó patroa e um litrão e um conhaque com mel e a travesti pediu uma caipiríssima de frutas vermelhas. Barzinho que se preza deve ter opção de coquetel. Receita do sucesso: Cardápio simples, bebida gelada, água mineral e refrigerante de marcas confiáveis, limão, porções de preparo rápido. Cliente tem fome, dá o que ele procura. Todo mundo sente fome e necessidade de se encontrar. Viver é não ter dívida. Não quer, não terá. Queira menos.

Eu quero ouvir música, eu disse paquerando a jukebox antiga. Alimento-me de sorriso, bagaço e canções inesquecíveis. A puta disse: Aumenta o som e coloca tudo. Dê o seu melhor. E uma sequência matadora tocou meu coração. Era carnaval, não o dia do samba. O que tocar?

Nada de depressão, gritou a bicha do outro lado do bar. Sou jovem demais para ser tão triste. Usava uma fantasia preta, vermelha e dourada. As cores da noite. Morava no Monte Castelo. Fugia de um bloco. Ajuda-me. O que você gosta de ouvir? Ele respondeu vindo na minha direção: Artur, (como ele sabia meu nome?) surpreenda-me. Eu adoro originalidade.

E o que é a autenticidade? Simples. É a soma de equilíbrio, movimento, boa hidratação, um pouco de paixão e coragem. Autenticidade não tem cura. Esquizofrenia e veadagem também. Eu sou o que decidi ser de mim. Eu sou e ponto.

———————————————————————-

Sou o que vier. Eu amo o que vier. Fazer o quê? Não tenho insônia.

foto: Rodrigo Barradas

Aprendiz de travesti

tumblr_ndo3ch5DtL1tp3emxo3_500

Não estou apaixonado e esta é a melhor parte. Você esteve aqui pela manhã e eu amei. A pessoa acrescenta, você atrai. Amizade é soma. Amor, multiplicação. É que a gangue do nariz nervoso chegou direto do trabalho. Direto da pista. Abrindo uma cerveja. Abrindo uma cerveja. Cadê a cerveja? Gritou a mona travada. Taxista: Bate um aí pô.

Então para na porra desse botequim. Preciso fumar. Limpa esse nariz. Queridinha, tem cachaça? Tem marafo? Abre uma mesa para as bichas. Pode fumar aqui? Onde é banheiro dessa espelunca? Ilê de oti de mavambo. Os alibãs dão coió aqui direto. Maloca o padê. E vamos brindar. Três horas no horário da Dilma!

Eu gosto de você. Eu falei. Não estou brincando de dizer eu te amo. Eu me preocupo com você. Você está nas minhas orações, no meu bom dia, na minha taça, naquele botequim. Você é meu mantra, minha felicidade e fantasia. E o carnaval. O carnaval é o natal dos excluídos. Bicha é bem-vinda. Nega é bem-vinda. A gostosona desfila e não é estuprada. Todo mundo é rei. Todo mundo é lindo.

A arte de saber o que é viver sem dor. Aprende comigo: Ferve, veado. Os bofes adoram. Não obedece nada. Você não é uma besta humana. Nem as vacas obedecem. Bicha, bate palma para o que você quer e relaxa. Bebe água, dorme bem. Todo mundo é um aprendiz de piranha. Todo mundo tem bunda e é frágil. Qualquer babaca sabe chorar quando está sozinho.

Ouça música quando alguém te irritar. Dance, coma fruta, veja alguém de sunga, assobie quando um gostosão passar. Faz a ryca consumindo menos. Seja eu. Nunca, nunca, nunca tenho problema. Eu sou a solução. Repita esse mantra: Beleza, bondade e verdade. E agora, brilhe!

foto: elle fanning

tumblr_ncmy7ipQoE1qi0b8uo1_500

 

“Onde não puderes amar, não te demores”.

(Eleonora Duse)

 

E depois de eliminar tudo o que me adoece, faxinei a casa e a vida inteira ouvindo soul. Estou numa fase soul hoje. Estou black. A calma e o caos fizeram as pazes essa tarde. Dizem que quebraram até a cama. Aí você chegou. Meu namorado e um garrafão. E Hollywood red na boca. Tem fogo?

Beijo. Eu me sinto bem. Meu corpo completando aquele corpo. Mais beijo. Abre o vinho, ele disse. Você percebe que o amor bateu quando você ri da primeira bobagem que seu negão fala no seu ouvido.

foto: frantz